logo1 ilha grande spazio
menu1 ilha grandeIlha Grande - A segunda das Sete Maravilhas do Rio de Janeiro. spazio
menu2 ilha grande spazio
colpr ilha grande
lmenu1
spazio spazio
- BUSCA NO SITE
- Página Principal
lmenu4
lmenu ilha grande
spazio Ilha Grande spazio
- Ilha Grande
- Horários dos Barcos
- Promoções Pousada
- Como Chegar
- Previsao Tempo
- Melhores Pousadas
- Pousadas Abraão
- Pousadas Araçatiba
- Pousadas Bananal
- Campings na Ilha
- Casas/Suítes/Flats
- Fotos Ilha Grande
- Restaurantes
- Praias Ilha Grande
- Trilhas da Ilha
- Vila do Abraão
- Informações Úteis
- Mapas Interativos
- Taxa Preservação
- História Ilha Grande - Sete Maravilhas
lmenu4
lmenu ilha grande
spazio Solar da Praia spazio
lmenu4
lmenu ilha grande
spazio Porto Girassol spazio
Veja a Promoção..
lmenu4
col ilha grande
 Presídio da Ilha Grande   
spazio
spazio
A Colônia Penal de Dois Rios foi instalada oficialmente em 1903, sendo destinada a “presos comuns”.
Sua história nos conta inúmeras reformas, que foram lentamente transformando o terreiro com galpão em uma prisão de altos muros, de onde era muito difícil sair. O presídio tinha capacidade para 1000 presos.
As instituições carcerárias instaladas na Ilha Grande sempre haviam recebido presos políticos ou detentos com penas leves.
O IPCM, porém, é criado para ser um presídio de segurança máxima, e com o passar dos anos, passou a receber condenados considerados perigosos.
Veja a foto ampliadaPresídio da Ilha Grande
Escombros do presídio
Com o Decreto-Lei n. 898, que modifica artigos já existentes na Lei de Segurança Nacional (LSN), qualquer pessoa que pratique delitos como assalto, seqüestro ou roubo, será punida por essa nova versão da LSN, independente de seu crime ter ou não intenções políticas. Assim, o governo aproximava a imagem do guerrilheiro à do bandido e negava a existência de presos políticos no Brasil.
Foi graças à aproximação de presos políticos com prisioneiros comuns, durante a ditadura militar, que nasceu uma das primeiras e maiores organizações criminosas do país.
De dentro do Caldeirão do Diabo, o CV (Comando Vermelho) proliferou-se para outras penitenciárias e favelas do Rio de Janeiro.
Foram inúmeros os presos “famosos” da Ilha Grande.
Entre eles, destacamos os que escreveram sobre sua estada: Graciliano Ramos, Orígenes Lessa, Agildo Barata e André Torres.
Mas, também passaram por lá o famoso Madame Satã (que passou a morar no Abraão após ser libertado), o atualmente deputado Fernando Gabeira, os revolucionários Flores da Cunha e Luiz Carlos Prestes, o escritor Nelson Rodrigues, além do próprio Escadinha e de Lucio Flávio.
Conheça a história de alguns na próxima página...
Veja a foto ampliadaPresídio em Dois Rios
Vista de helicóptero do presídio
Em 1985, o traficante José Carlos dos Reis Encina ficou famoso depois de protagonizar uma fuga espetacular do presídio da Ilha Grande, então considerado de segurança máxima.
No último dia de 1985, um helicóptero pousou na Praia de Dois Rios e embarcou o bandido mais temido da época, o Escadinha.

Foram usados 200 quilos de dinamite para a implosão do "Caldeirão do Diabo'" em 1994, mas mesmo depois da implosão do complexo penitenciário, a memória do presídio continua viva entre muros e escombros em Dois Rios.
>> Presos Famosos       
ft01 ilha grande spazio
ft11 ilha grande spazio
        WebMaster
Dedicado a todos que amam e respeitam este lugar. ® Direitos Autorais Reservados